Pronomes em grego

23 setembro 2013 (23:23:51)
Pronome pessoal
Primeira pessoa Singular εγώ
Plural εμείς
Segunda pessoa Singular εσείς
Singular
informal
εσύ
Plural εσείς
Terceira pessoa Masculino αυτός
Feminino αυτή
Neutro αυτό
Plural αυτοί
αυτές
αυτά

Pronomes em coreano

23 setembro 2013 (17:26:15)
Pronome pessoal
Primeira pessoa Singular
Singular
informal
Plural 우리
Segunda pessoa Singular 당신
Singular
informal
Plural 당신들
Plural
informal
너희들
Terceira pessoa Masculino
Masculino
informal
Feminino 그녀
Feminino
informal
Neutro 그것
Plural 그들
Plural
informal
걔들

Pronomes em chinês

23 setembro 2013 (17:17:11)
Pronome pessoal
Primeira pessoa Singular
Plural 我們
Segunda pessoa Singular
Singular
para mulheres
Singular
mais educado
Plural 你們
Terceira pessoa Masculino
Feminino
Neutro
Neutro
para animais
Plural 他們

Pronomes em inglês

20 setembro 2013 (16:00:32)
Pronome pessoal Pronome possessivo Determinante possessivo
Sujeito Objeto Reflexivo
Primeira pessoa Singular I me myself mine my
mine (antes de uma vogal)
me (inglês britânico)
Plural we us ourselves
ourself
ours our
Segunda pessoa Singular Padrão (arcaico para formal) you you yourself yours your
Arcaico para informal thou thee thyself thine thy
thine (antes de vogal)
Plural Padrão you you yourselves yours your
Arcaico ye you yourselves yours your
Terceira pessoa Singular Masculino he him himself his his
Feminino she her herself hers her
Neutro it it itself its
Plural they them themselves
theirselves
theirs their
Genérico (formal) one one oneself one's one's
Genérico (informal) you you yourself your your
Interrogativo
Pronome relativo
who whom
who
whose whose

Caso genitivo

27 agosto 2013 (21:50:55)
O caso genitivo é o segundo caso do idioma russo. Ele é utilizado para descrever posses, contar coisas, refletir algumas relações e também vários outras utilidades.



Pronomes pessoais
(nominativo)
Pronomes pessoais
(genitivo)
Singular Я Меня
Ты Тебя
Он Его
Него*
Она Её
Неё*
Оно Его
Него*
Plural Мы Нас
Вы Вас
Они Их
Них*
* = pronomes pessoais utilizados quando houver uma preposição precedendo o pronome.



  1. Posse sobre algo.
  2. Eu tenho um carro. У меня есть машина.
    Ela tinha um amigo. У неё был друг.
    O Murilo tinha um livro. У Мурило была книга.
    O Denis tinha tempo. У Дениса было время.
    Nós tínhamos coisas. У нас были вещи.
    Vocês terão problemas. У вас будут проблемы.
    Eles terão internet. У них будет интернет.

  3. Negação e falta de algo.
  4. Nenhuma igreja na cidade. В городе нет церкви.
    Nenhuma página no livro. В книге нет страницы.
    O Vladimir (Vova) não tem nenhum irmão. У Вовы нет брата.
    Chá sem açúcar. Чай без сахара.

  5. Clausulas possessivas.
  6. Esta é a irmã do Vânia. Это сестра Вани.
    A mesa de madeira. Стол из дерева.
    O centro da cidade. Центр города.

  7. Comparações.
  8. Eu sou mais velho do que ele. Я старше его.
    Um cachorro é maior do que um gato. Собака больше кошки.

  9. Quantidades e medidas.
    1. Número exato de coisas.
    2. Se tivermos 1 ou 21, 31, 41... nós utilizamos o substantivo no singular e no nominativo.
      Se tivermos 2, 3, 4 ou 22, 23, 24... nós utilizamos o substantivo no singular e no genitivo.
      Se tivermos 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11 até 20, nós utilizamos o substantivo no plural e no genitivo.
      Ele tem 1 livro. У него есть 1 книга.
      Ele tem 2 livros. У него есть 2 книги.
      Ele tem 5 livros. У него есть 5 книг.
      Ele tem 11 livros. У него есть 11 книг.
      Ele tem 21 livros. У него есть 21 книга.
      Ele tem 33 livros. У него есть 33 книги.
      Ele tem 47 livros. У него есть 47 книг.

    3. Número relativo de coisas.
    Eu comprei um pouco de açúcar. Я купил немного сахара.
    Eu comprei um monte de livros. Я купил много книг.

  10. Horários e datas.
    1. Que dia é hoje?
    2. Hoje é dia 13 de setembro. Сегодня 13 сентября.
      Amanhã será dia 25 de agosto. Завтра будет 25 августа.

    3. Quando você nasceu?
    4. Eu nasci no dia 23 de janeiro. Я родился 23 января 1995 года.
      Я родился двадцать третьего января тысяча девятьсот девяносто пятого года

    5. Intervalo de tempo
    6. Eu estava no Brasil de sexta-feira a segunda-feira. Я был в Бразилии с пятницы до понедельника.

    7. Quando?
    8. Vejo você antes do trabalho. Увидимся до работы.
      Ele morreu durante a guerra. Он умер во время войны.
      Eu cheguei depois do show. Я приехал после концерта.



Terminações no caso genitivo.

    Gênero Substantivo Adjetivo
    MASCULINO
    • Terminando em consoante
    • стол → стола

    • Terminando em -ь e -й
    • конь → коня
      буй → буя

    • Terminando em vogal
    • папа → папы
      дядя → дяди
    • Terminando em -ой e -ый
    • большой → большого
      белый → белого
    FEMININO
    • Terminando em -а e -я
    • луна → луны
      свинья → свиньи

    • Terminando em -ь
    • ночь → ночи
    • Terminando em -ая
    • красная → красной
      белый → белого

    • Terminando em -яя
    • синяя → синей
    NEUTRO
    • Terminando em -о
    • окно → окна

    • Terminando em -е
    • поле → поля

    • Terminando em -мя
    • время → времени
    • Terminando em -ое
    • умное → умного

    • Terminando em -ее
    • длинношеее → длинношеего

    PLURAL MASCULINO
    • Terminando em consoante
    • стол → столов

    • Terminando em -ц e -й
    • месяц → месяцев
      герой → героев

    • Terminando em -ь, -ж, -ш, -щ e -ч
    • рубль → рублей
      нож → ножей
    • Terminando em -ые
    • красивые → красивым

    • Terminando em -ие
    • утренние → утренним

    FEMININO
    • Terminando em -а
    • луна → лун
      книга → книг

    • Terminando em -я
    • свинья → свиней

    • Terminando em -ь
    • ночь → ночи

    Música dos números hebraicos

    Musica_sobre_numeros_hebraicos.jpg
    23 agosto 2013 (21:29:10)

    Caso dativo

    20 agosto 2013 (22:38:25)
    O caso dativo é o terceiro caso do idioma russo e é utilizado para marcar o objeto indireto de um verbo e indicar o substantivo que está recebendo uma ação.Дательный падеж в русском языке следует третьим. Он используется для обозначения косвенного объекта глагола и для указания существительного, которое получает какое-либо действие.



    Primeiramente precisamos aprender como o caso dativo funciona nos pronomes pessoais. A tabela abaixo mostra todas as declinações possíveis.Сначала необходимо узнать, как дательный падеж применяется к местоимениям. В таблице снизу приведены все возможные склонения.

    Pronomes pessoais
    (nominativo)
    Pronomes pessoais
    (dativo)
    Singular Я Мне
    Ты Тебе
    Он Ему
    Она Ей
    Оно Ему
    (raramente utilizado)
    Plural Мы Нам
    Вы Вам
    Они Им



    Agora que já sabemos como cada pronome é declinado, podemos aprender a utilização do caso dativo em várias situações diferentes, muitas destas são muito rotineiras. A ordem das palavras geralmente não é muito importante. As regras abaixo mostrarão o seu uso.

    As palavras em amarelo representam palavras no caso dativo, as palavras em verde representam as palavras no caso acusativo e as palavras em violeta representam as palavras no caso preposicional.Жёлтые слова представлены в дательном падеже, зелёные - в винительном, а фиолетовые - в предложном.

    1. Beneficiário de uma ação.
    2. Eu dei flores para ela. Я дал ей цветы.
      Eu comprei um dicionário para o Murilo. Я купил Мурило словарь.
      Eu escrevi uma carta para ele. Я написал ему письмо.
      Eu mostrei uma borboleta para eles. Я показал им бабочку.
      Eu trouxe uma carta para você. Я принёс вам письмо.
      Eu te contei sobre o livro. Я рассказал тебе о книге.
      Eu escrevi para ela sobre viver em Briansk. Я написал ему о жизни в Брянске.
      Ela aconselhou ele a ler um livro. Она посоветовала ему прочитать книгу.
      Você me ajudou a arrumar (o meu quarto). Ты помог мне убраться.

    3. Verbo "gostar".
    4. Em russo não dizemos, eu gosto, ele gosta, eles gostam etc. O sujeito é utilizado no caso dativo e o verbo «нравится» (singular) ou «нравятся» (plural) concorda com o objeto no caso acusativo.
      Eu gosto de cinema. Мне нравится кино.
      Ele gosta do idioma russo. Ему нравится русский язык.
      Ela gosta de flores. Ей нравятся цветы.

    5. Idade.
    6. A construção sempre funciona desta maneira: "Sujeito no caso dativo + número cardinal". O russo se assemelha com o português onde você pode terminar a frase com o número "Eu tenho 22 anos." ou você pode adicionar o "de idade", que seria os «лет/год/года».
      Eu tenho 22 anos de idade. Мне 22 года.
      O Murilo tem 20 anos de idade. Мурило 20 лет.
      Ela tem 21 anos de idade. Ей 21 год.

      Como escolher entre «лет/год/года»?

      1 год
      2, 3, 4 года
      5 ~ 9 лет
      10 ~ 20 лет
      Se o número for maior que 20, você julga pelo último número tendo como base a linhas acima.
      21 год
      57 лет
      32 года
      40 лет

    7. Um local ou uma pessoa a qual o movimento é direcionado.
    8. Utiliza-se a preposição К.
      Eu estou indo até a minha irmã. Я иду к сестре.
      Um barco está nadando até a costa. Лодка плывёт к берегу.

    9. Movimento ao longo da superfície de um objeto.
    10. Utiliza-se a preposição ПО.
      Eu estou nadando ao longo da água. Я плыву по воде.
      Ela está correndo ao longo da terra. Она бежит по земле.

    11. Formas de comunicação.

    12. Nós conversamos pelo telefone. Мы говорили по телефону.
      Eu ouvi no rádio. Я услышал по радио.
      Eu vi na televisão. Я видел по телевизору.



      Terminações no caso dativo.

      Окончания в дательном падеже.

      Gênero Substantivo Adjetivo
      MASCULINO
      • Terminando em consoante
      • стол → столу

      • Terminando em -ь
      • конь → коню

      • Terminando em vogal
      • папа → папе

      • Raramente terminando em -ий
      • кремний → кремнию
      • Terminando em -ой e -ый
      • большой → большому
        белый → белому
      FEMININO
      • Terminando em -а e -я
      • луна → луне
        свинья → свинье

      • Terminando em -ь
      • ночь → ночи

      • Raramente terminando em -ия
      • станция → станции
      • Terminando em -ая
      • красная → красной

      • Terminando em -яя
      • синяя → синей

      NEUTRO
      • Terminando em -о
      • окно → окну

      • Terminando em -е
      • поле → полю

      • Terminando em -мя
      • время → времени

      • Raramente terminando em -ие
      • знание → знанию
      • Terminando em -ое
      • умное → умному

      • Terminando em -ее
      • длинношеее → длинношеему

      PLURAL
      • Terminando em -и
      • дети → детям

      • Terminando em -ы
      • цветы → цветам
      • Terminando em -ые
      • красивые → красивым

      • Terminando em -ие
      • утренние → утренним

    Utilizando as construções locativas em suaíli

    16 agosto 2013 (07:29:33)
    O suaíli situa as coisas de uma maneira que é muito estranha para falantes dos idiomas europeus modernos. Ele utiliza um sistema de classe de substantivos típico da família bantu para realizar isto (para aqueles que desconhecem isto, deve bastar saber que é como quando os substantivos possuem gêneros, exceto que existem muito mais classes do que os gêneros e que elas são marcadas por um prefixo).

    Um exemplo simples mostra como o suaíli pode utilizar uma preposição, como em um idioma europeu:
    Os donos sentam na outra casa. Wenyewe wanakukaa katika nyumba nyingine.

    “Katika” está sendo utilizado aqui da mesma forma que “na”, e “nyumba” não necessita mudar em nenhuma forma. Esta é a classe N (classe 9) e, portanto, o adjetivo está a modificando.

    Entretanto, se não existe um adjetivo diretamente modificando o objeto da preposição, a forma normal para expressar isto seria com um locativo. O suaíli forma locativos regularmente, ao adicionar um sufixo -ni ao substantivo. Devido a tônica ser na penúltima sílaba como regra (pelo menos no suaíli coloquial), a tônica deve se mover uma sílaba para baixo considerando que a palavra está se tornando muito grande.

    Assim não precisamos mais de um preposição:
    Os donos sentam na casa. Wenyewe wanakukaa nyumbani.

    É assim que vários outros idiomas que declinam os seus substantivos utilizam os locativos; por exemplo, em latim esta frase poderia ser expressada como “Possessores domi sedent.”

    Entretanto, existe um algo que os estudantes de suaíli precisam tomar cuidado. Uma vez que o sufixo –ni for adicionado, a classe original do substantivo que a palavra pertencia é irrelevante. “Nyumba” está na classe N, mas “nyumbani” não está. Agora a classe do substantivo dele depende em qual tipo de locativo ele está.

    O suaíli possui três classes de substantivos para locativos: a classe Pa (classe 16), a classe Ku (classe 17) e a classe Mu (classe 18). Geralmente estes são os prefixos utilizados, entretanto ku- e mu- podem se tornar kw- e mw- antes de uma vogal em certas posições, e mu- pode perder a sua vogal antes de certas raízes de verbos.
    • A classe Pa é para coisas que são definitivamente conhecidas por estar em um local específico.
    • A classe Ku é para coisas que não são conhecidas por estar em um local específico.
    • A classe Mu é para coisas dentro de uma certa outra coisa.

    Isto é útil quando você quer descrever o substantivo que está no locativo, por exemplo, utilizando a partícula “–a”, que significa “de”, "do", "da" e deve concordar com o substantivo a que é possesso.

    Por exemplo, e se você quiser distinguir a casa que os donos estão sentados? Nós talvez utilizaremos “-a kwanza”, que literalmente significa “do começo” e é utilizado para significar “primeiro”.
    Os donos sentam na primeira casa. Wenyewe wanakukaa nyumbani mwa kwanza.

    Aqui, “nyumbani” é considerado de ser da classe Mu porque os donos estão dentro dela. Se eles estivessem indo até ela, eles estariam se movimentando e você não saberia a localização específica deles. Então, "nyumbani” estaria na classe Ku:
    Os donos andaram para a primeira casa. Wenyewe walikwenda nyumbani kwa kwanza.

    É preciso tomar cuidado para não utilizar muito a classe Mu. Nós dizemos “Ela mora no Quênia”, mas um falante de suaíli não consideraria este o uso para alguém verdadeiramente dentro do Quênia e utilizaria a classe Pa ao invés, para dar a ideia de que ela está localizada onde o Quênia é localizado.

    Nos exemplos acima, os donos foram descritos como se estivessem sentados na casa, mas talvez o orador simplesmente sabe que eles estão dentro da casa, mas não sabe se eles estão sentados de fato. É também possível que o orador queira omitir esta informação, porque pode ser irrelevante se os donos estão sentados ou de pé.

    Você pode resolver este problema ao utilizar as classes de substantivos locativos (Pa, Ku e Mu) como prefixos dos verbos, para fazer um locativo como o sujeito de um verbo. Por exemplo:
    Existem donos na casa. Nyumbani mna wenyewe.

    A tradução literal disto seria: Na casa há donos. (“Mna” é o verbo –na, significando “ter”, mais uma forma curta do prefixo mu-.) Esta é a forma mais idiomática e concisa de situar os donos.

    Os locativos do suaíli pode ser difíceis de serem utilizados corretamente e às vezes parecem confusos, mas eles são uma característica interessante do idioma e necessários para as conversas do cotidiano.

    Caso preposicional

    8 agosto 2013 (17:45:08)
    O caso preposicional é o sexto caso do idioma russo, mas é frequentemente aprendido e ensinado antes dos outros casos devido a sua simplicidade relativa.Предложный падеж в русском языке следует шестым, однако его часто изучают первым из-за его относительной простоты.

    Este caso é chamado desta forma porque ele aparece depois de certas preposições, determinando a localização de um objeto. Historicamente, este caso era chamado de locativo.Этот падеж так назван, поскольку он появляется после определенных предлогов, указывающих местоположение объекта в пространстве. Изначально он назывался «местным».



    Pronomes pessoais
    (nominativo)
    Pronomes pessoais
    (preposicional)
    Singular Я Мне
    Ты Тебе
    Он Нём
    Она Ней
    Оно Нём
    Plural Мы Нас
    Вы Вас
    Они Них



    Sem mais delongas, onde devemos utilizar o caso preposicional?Перейдем к делу. В каких же случаях необходимо использовать предложный падеж?

    1. Para descrever o local de uma ação ou um objeto utilizando as preposições В e НА.Чтобы описать местоположение объекта или действия, используя предлоги В и НА.
    2. Ele mora em Moscou. Он живёт в Москве.
      As chaves estão na mesa. Ключи на столе.

    3. Para descrever o objeto da oração ou pensamento utilizando a preposição О/ОБ.Чтобы описать объект предложения или мысли, используя предлог О/ОБ.
    4. Nós estamos falando sobre o vestido azul. Мы говорили о синем платье.
      Eu escrevi sobre o altruísmo. Я написал об альтруизме.
      Filme sobre o espaço. Фильм о космосе.

    5. Para descrever meios de transporte, roupas e instrumentos musicais com verbos relacionados.Чтобы описать передвижение на транспорте, одежду и музыкальные инструменты, употребляя соответствующие глаголы.
    6. Eu cheguei de carro. Я приехал на машине.
      Há uma menina vestindo um casaco de inverno. Там девушка в зимнем пальто.
      Ele toca violão. Он играет на гитаре.



    Terminações no caso preposicional.

    Окончания в предложном падеже.

    Gênero Substantivo Adjetivo
    MASCULINO
    • Terminando em consoante
    • стол → столе

    • Terminando em -ь
    • конь → коне

    • Terminando em vogal
    • папа → папе

    • Raramente terminando em -ий
    • кремний → кремнии
    • Terminando em -ой
    • большой → большом

    • Terminando em -ый
    • белый → белом

    FEMININO
    • Terminando em -а e -я
    • луна → луне
      свинья → свинье

    • Terminando em -ь
    • ночь → ночи

    • Raramente terminando em -ия
    • станция → станции
    • Terminando em -ая
    • красная → красной

    • Terminando em -яя
    • синяя → синей

    NEUTRO
    • Terminando em -о e -е
    • окно → окне
      поле → поле

    • Terminando em -мя
    • время → времени

    • Raramente terminando em -ие
    • знание → знании
    • Terminando em -ое
    • умное → умном

    • Terminando em -ее
    • длинношеее → длинношеем

    PLURAL
    • Terminando em -и
    • дети → детях

    • Terminando em -ы
    • цветы → цветах
    • Terminando em -ые
    • красивые → красивых

    • Terminando em -ие
    • утренние → утренних

    Os gêneros em húngaro

    2 agosto 2013 (22:33:26)

    Não existem gêneros em húngaro. Você já sabe tudo, obrigado por ler, tchau!


     

    Ainda aqui? Bem, então, deixe-me mostrar alguns detalhes. Vamos comparar o húngaro com outros dois idiomas que possuem gêneros de diferentes formas: inglês e francês.

    Em francês, cada substantivo possui um gênero, masculino ou feminino. Por exemplo, casa, alma e rua são femininos (une maison, une âme, une rue), mas dia, cordeiro e ouro são masculinos (un jour, un agneau, un or). Isto requer que todos os artigos estejam concordando com o gênero do substantivo (un – une, le – la) e os atributos mudam as suas terminações ou a forma de concordar (vieux jour – vieille maison). O francês possui um rico vocabulário de pronomes que refletem o gênero dos objetos (il – elle, mon – ma, cet – cette, du – de la) e já que os substantivos comuns são ordenados para serem precedidos por um determinador, você precisa manter o gênero das coisas em sua mente o tempo todo.

    Em inglês, a situação era muito similar (apesar de terem três gêneros, masculino, feminino e neutro) até o décimo terceiro século quando a extinção de gêneros ocorreu no idioma. Somente os pronomes pessoais e possessivos na terceira pessoa do singular (he – she, his – her, him – her) foram mantidos. Alguns substantivos possuem variantes masculinas e femininas, todos referindo-se à coisas vivas: animais como o touro e a vaca (bull – cow), galo e galinha (cock – hen), cavalo e égua (stallion – mare) e profissões como aeromoça ou carteiro (stewardess or mailman). Algumas profissões possuem palavras para ambos os gêneros, como ator e atriz (actor – actress) e garçom e garçonete (waiter – waitress).


     

    O húngaro não possui gêneros. Isto significa existe apenas um pronome, ő, significando ambos ele e ela. O possessivo é övé, significando ambos dele e dela, mas os pronomes possessivos são na maioria dos casos substituídos por sufixos e só existe um para ambos os gêneros: kutyája significando tanto "cachorro dele" e "cachorro dela".

    Desta maneira, o húngaro evita os problemas de gênero do inglês. Em inglês, quando você está se referindo à uma pessoa desconhecida ou um membro de um grupo, você deve escolher formas como “he or she”, “s/he”, “they” (referindo-se à uma única pessoa), “that person” e outros métodos complicados. O húngaro simplesmente diz: ő.

    A pergunta que surge é como distinguir quem é de qual gênero. Na maioria dos casos, nós não precisamos. Por exemplo: “How is Leslie?” “I don’t know, I didn’t see him for a long time.” Você realmente precisa de gênero neste diálogo? Obviamente que não, entretanto, Leslie pode ser um homem ou uma mulher, mas ambas partes conhecem Leslie pessoalmente e sabem que ele é, efetivamente, um homem. Agora vamos reformulá-la. “How is Leslie?” “I don’t know, we didn’t meet for a long time.” Olhe, neste caso, mesmo o inglês não precisa especificar explicitamente o gênero de Leslie.

    O húngaro funciona similarmente. Se alguém não sabe o gênero de Leslie, nós podemos dizer him ou her de diversas maneiras: há palavras como férfi (homem), nő (mulher), fiú (menino), lány (menina), mas se todos sabem o gênero ou este não é importante, nós não exigimos a menção de sua masculinidade repetidamente. E há uma palavra adicional, ember, que significa o mesmo que homo do latim e do esperanto: ser humano, não importanto qual é o gênero ou qual é a idade, adulto ou criança, qualquer pessoa.

    A situação é um pouco mais difícil quando se está traduzindo um texto de um idioma onde um único pronome é o suficiente para distinguir entre duas pessoas, como o inglês.

    She looked at him, her eyes wandering along his body. “Tie me”, she said in a soft voice, “tie me strongly and do anything you want.” He nodded, took a strong rope and tied her to the bed, and he did what he wanted: he went off to the pub.

    Bem, é impossível traduzir isto para húngaro usando somente pronomes para identificar os personagens. Assim como em inglês quando todos são do mesmo gênero.

    She told her to come in, so she went in to her office and sat down. She wanted to discuss her daughter’s wedding with her. She said she would like a big wedding with at least two hundred guests but she prefers a small one, with only the members of the family. But they asked her sister, too, and she said she doesn’t know what does she want really, she must discuss it with her.

    Você entende uma única palavra disto? Eu também não. Ela foi no escritório de alguém ou para o dela? Quem queria discutir o casamento, a filha de quem que era, e com quem ela queria falar, com a outra mulher ou com a filha mesmo? A irmã de quem é a irmã? Da noiva, da mãe ou da terceira mulher? Quem não sabe o que ela (ela mesma ou outra alguém?) realmente quer?

    Então, chamar pessoas somente pelos pronomes pessoais só funciona em histórias de amor, onde somente um homem e uma mulher estão presentes. Um garçom ligando para um quarto de hotel, uma visita de um parente ou até mesmo um cachorrinho arruinariam a história inteira, deixando o leitor em dúvida de quem beijou quem.


     

    Existe um grande problema em inglês sobre as profissões: devemos continuar dizendo chairman, quando nos referimos ao Mr. Doe ou é melhor dizer chairperson? E palavras como mankind? Devemos utilizar personkind ao invés, não é?

    Os húngaros possuem um problema similar, só que funciona um pouco diferente. Mankind, por exemplo, é emberiség em húngaro, criada similarmente a palavra para humanidade. Portanto esta palavra não é um problema. Mas há um número suficiente delas.


     

    Vamos começar com Mr., Mrs. e Miss. Em inglês, o problema aflora com os dois títulos femeninos, referindo-se ao estado estado civil das damas, enquanto o estado civil dos cavalheiros é irrelevante. Este problema conduziu à reinvenção da velha forma esquecida, Ms.

    Em húngaro, Mrs. e Miss em si são o suficiente para gerar problemas. Simplesmente não há uma forma correta para charar damas polidamente.

    Este não é um problema velho. Por séculos, nós tinhamos formas como:

    Kovács úr – Mr. Kovács;

    Kovácsné – Mrs. Kovács;

    Kovács kisasszony – Miss Kovács.

    Mas estas eram utilizadas somente por pessoas de classe baixa. Para pessoas da classe alta, você tinha que adicionar um título honorífico dependendo de sua classificação. Existiam vários deles e você tinha que saber a classificação da pessoa com quem você estava falando e o título apropriado para aquela classificação.

    A partir de 1949, o regime comunista introduziu a forma geral de abordagem: elvtárs para os homens e elvtársnő para as mulheres. Isto significa literalmente “par de princípios (mulher)”. Este se tornou rapidamente o termo oficial, utilizado somente por e entre membros proeminentes do partido comunista. A forma Kovács úr foi logo restabelecida não oficialmente e depois da queda do regime comunista em 1989, ela se tornou o único termo polido para um homem adulto. Os títulos honoríficos não foram restabelicidos.

    Para as damas, isto aconteceu diferentemente. Por séculos, as mulheres eram obrigadas a utilizar o sobrenome do marido com o casamento, acrescentando um sufixo -né: se Kovács Péter e Szabó Mária cassassem, ele se tornaria Kovács Péterné, ou abreviando, Kovácsné, como mostrado acima. (Lembrando que os húngaros utilizam o sobrenome na frente do nome.) Isto foi exatamente o mesmo com Mrs. Peter Smith ou Mrs. Smith em inglês, mas há uma diferença: em inglês, ela seria permitida de se tornar Mrs. Mary Smith também. Em húngaro, isto era oficialmente proibido. Perto de 1960, algumas atrizes famosas começaram a manter os seus nomes de donzelas, porque elas se tornaram famosas com estes nomes e conquistaram o direito de mantê-los oficialmente. A maioria das damas que casavam nestes tempos ou mantinham o nome de donzelas, sem marcas de estado civil (Szabó Mária), ou pegavam o sobrenome do marido delas sem o -né (Kovács Mária), às vezes adicionando o próprio sobrenome delas (Kovács-Szabó Mária). A forma Kovács Péterné está se tornando antiquada.

    Mas estas mudanças arruinaram a maneira antiga de chamar as damas e nenhuma nova foi inventada. Hoje em dia, se você quer chamar uma mulher educadamente, sabendo o nome completo dela, você está em apuros.

    a) Se o nome dela é Kovács Péterné, esta é uma abordagem inapropriada para ela. Você deve encurtar o nome para Kovácsné, mas isto só é aceitável se a classificação social dela for baixa. Por exemplo, a empregada deve ser chamada de Kovácsné, mas chamar a diretora executiva desta forma é muito rude.

    b) Se o nome não contém o sufixo -né, mas ela tem uma profissão ou título apreciado, você deve abrangê-la pelo título dela, sem o nome. Estes incluem: doktornő (doutora), tanárnő (professora), igazgatónő (diretora), művésznő (artista – para atrizes, compositoras, dançarinas etc.) e para classificações mais altas: professzorasszony (professora universitária), miniszterasszony (ministra [membra do gabinete]), képviselő asszony (representante). Quando se remeter a ela, você adiciona estes título honoríficos depois do sobrenome dela.

    c) Se o nome dela não conter o sufixo -né e ela não tiver um título, você está sem sorte. Não existe uma forma polida aceitável. Antigamente exista a palavra asszonyom (madame – possessivo da primeira pessoa do singular de asszony, mulher casada), mas ela está desatualizada agora, talvez muitas mulheres não estão casadas. A forma mais nova é hölgyem (possessivo da primeira pessoa do singular de hölgy, dama), mas eu não gosto desta, é muito isolada. Eu posso recomendar para endereçar somente à damas adultos mais novas. Para as mais velhas, o desatualizado asszonyom talvez ainda seja melhor.

    Mas ambos asszonyom e hölgyem são utilizadas sem o nome da mulher. Se você souber o nome dela, utilizando quaisquer destes evocam uma sensação de que você esqueceu o nome dela…

     

    Matéria original por Láng Attila.

    _______________________

    Páginas: « 1 2 3 » »» Leia desde o início